DICA

Saiba como a drenagem linfática facial pode ajudar seu pós-operatório

A Drenagem Linfática (DL) é conhecida por combater a retenção de líquidos no corpo, melhorar o aspecto da celulite, o sistema de defesa e também pode ser aplicada na face com o mesmo principio da Drenagem Linfática Corporal (DLC).

Esta técnica é realizada para desbloquear os gânglios linfáticos, direcionando o excesso de líquido e toxinas para que estes sejam eliminados através do organismo. A Drenagem Linfática Facial (DLF) faz com que a face receba maior aporte de oxigênio, melhorando a circulação sanguínea deixando a pele “viçosa” e com aspecto jovial.

A DLF é indicada também para pacientes em pré-operatório e pós-operatório de cirurgia facial, diminuindo hematomas, edemas e o inchaço das pálpebras. Em relação às cicatrizes, a DL é eficiente logo após a lesão, porque o edema esta sendo diminuído e assim o reparo do tecido é mais eficaz, evitando as cicatrizes aparentes.

Após as primeiras sessões de DL na área da cirurgia há a compressão do líquido retido e a sua eliminação, isso acontece de maneira mais rápida pelo organismo, evitando o perigo de infecções.

A DLF deve ser realizada por profissionais capacitados, com ou sem a utilização de cremes, que a realizam de forma suave com leve pressão nos dedos. Tem duração média de 30 minutos cada sessão. O número de sessões vai depender de cada paciente, mas o recomendado mínimo é de 5 a 10 sessões.

Hoje em dia, visando o bem estar do paciente, além dos cuidados com medicações para acelerar o processo de recuperação, temos os tratamentos coadjuvantes como a DL. Ela é necessária e indicada para a satisfação do paciente proporcionando um maior conforto e um melhor resultado pós-cirurgia.

Fonte: Danieli Lourenci (fisioterapeuta)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.