LIFTING DE SUPERCÍLIOS

Lifting de Supercílios ou Suspensão de Sobrancelhas

Lifting de Supercílios ou Suspensão de Sobrancelhas é uma cirurgia plástica estética que tem como objetivo a elevação e/ou reposicionamento dos supercílios / sobrancelhas.

Sobre

A cirurgia de Lifting de Supercílios ou Suspensão de Sobrancelhas consiste em um procedimento que eleva / reposiciona os supercílios, podendo ser realizada por diversas técnicas que diferem nas vias de acesso (local, através das pálpebras, couro cabeludo, com auxílio de vídeo-endoscopia) e objetivos.

O planejamento do ato cirúrgico varia na dependência da técnica pretendida. O tratamento da região frontal e supercílios pode ser realizado por incisões que fiquem escondidas no couro cabeludo (com ou sem o auxílio de vídeo-endoscopia), rentes à linha de implantação dos cabelos, camufladas em sulcos já existentes na região frontal, utilizando o acesso palpebral superior, rentes ao supercílio.

O tratamento completo de Lifting de Supercílios poderá incluir ressecções e reposicionamentos musculares e de pele, fixações com fios (absorvíveis ou inabsorvíveis), parafusos cirúrgicos e/ou outros dispositivos. Diferentes tipos de trações teciduais podem ser realizados com o intuito de suavizar rugas frontais / glabelares ou reposicionar supercílios.

O fechamento das incisões pode ser realizado com fios (absorvíveis ou inabsorvíveis), grampos e complementado com cola ou fitas cirúrgicas. Drenos poderão ser ou não utilizados.

Lifting de Supercílios ou Suspensão de Sobrancelhas
Lifting de Supercílios ou Suspensão de Sobrancelhas

Sinopse

Procedimento: Lifting de Supercílios ou Suspensão de Sobrancelhas.

Indicação: Sobrancelhas caídas, assimétricas ou mal posicionadas.

Idade recomendada: Geralmente, a partir dos 30 anos.

Anestesia: Local, local com sedação ou geral.

Duração: 30 minutos.

Cicatriz: Depende da técnica. Geralmente, camufladas no couro cabeludo.

Recuperação: 2 dias, se realizada isoladamente.

Importante: Evitar exposição solar até liberação médica.

Cirurgias Plásticas relacionadas:
Blefaroplastia
Blefaroplastia com Midface Lift
Ritidoplastia


Perguntas Frequentes

  • Após a devida avaliação por cirurgião plástico qualificado, as melhores opções serão discutidas com o paciente. E podem ir de tratamentos não cirúrgicos (toxina botulínica, por exemplo), até a cirurgia propriamente dita. Nos casos de tratamento cirúrgico, há ainda diversas possibilidades de planejamento, cada uma com suas características, que deverão ser bem esclarecidas.

  • A programação da cirurgia varia dependendo do grau de ptose (queda) dos supercílios, não existindo faixa etária padrão para a indicação do procedimento.

  • O sucesso e a segurança do procedimento dependem muito de sua sinceridade durante a consulta. O cirurgião plástico deverá ficar sabendo em detalhes razão pela qual quer fazer a cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado. Você será questionado sobre as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco, condições médicas e alergia medicamentosa. Relacionará o uso atual de medicamentos fabricados, medicamentos naturais, vitaminas, fumo, álcool, drogas, tratamentos médicos e cirurgias prévias. Ele discutirá as suas opções e recomendará um tratamento, bem como os prováveis resultados da cirurgia e quaisquer riscos ou complicações potenciais. Podem ser tiradas fotos para o prontuário médico.

  • O procedimento deverá ser realizado em ambiente autorizado pela Vigilância Sanitária, confortável para paciente e equipe médica, podendo variar de estrutura conforme o grau de complexidade da cirurgia planejada.

  • Recomendações pré-operatórias (tempo de jejum, medicamentos ou quaisquer outras substâncias que deverá suspender e com que antecedência, cuidados com o local da cirurgia);
    Tipo de anestesia e tempo de internação programados;
    Necessidade de ajuda no momento da liberação para casa;
    Tempo de repouso;
    Cuidados com a ferida operatória;
    Medicações que serão necessárias;
    Possíveis intercorrências / complicações.

  • Todo e qualquer procedimento cirúrgico envolve riscos. Estes, serão minimizados pela correta avaliação pré-operatória, planejamento cirúrgico e cuidados pós-operatórios adequados. Entre as possíveis intercorrências / complicações, podemos citar:
    Sangramento / hematoma (acúmulo de sangue internamente);
    Infecção;
    Cicatrização ruim (hipertrofia, queloide, retrações, alterações de cor);
    Alterações de sensibilidade;
    Assimetrias;
    Reação aos produtos utilizados (fios de sutura, fitas, soluções injetáveis);
    Complicações inerentes ao ato anestésico;
    Necessidade de novo procedimento cirúrgico.

  • A cicatrização é um processo complexo e cheio de peculiaridades dependentes da natureza de cada um. Apesar de todos os cuidados competentes ao cirurgião, algumas vezes os resultados finais obtidos ficam abaixo do esperado. Converse com seu cirurgião e esclareça dúvidas, evitando frustrações e buscando possíveis alternativas para os resultados insatisfatórios.

  • Os custos são sempre uma consideração em cirurgia eletiva. Os honorários de um cirurgião podem variar de acordo com a sua experiência e o tipo de procedimento realizado. Eles podem ser:
    Honorários do cirurgião;
    Gastos com hospital ou centro cirúrgico;
    Equipe cirúrgica (médico anestesista, cirurgião(ões) assistente(s), instrumentação) e/ou enfermagem particular;
    Custo do implante;
    Materiais extras e/ou medicamentos;
    Equipamentos e/ou roupas pós-operatórias;
    Tratamentos e/ou exames médicos complementares pré e/ou pós-operatório.

  • Todo cirurgião plástico, devidamente qualificado cursou, no mínimo: 6 (seis) anos de graduação em Medicina + 2 (dois) anos de especialização em Cirurgia Geral + 3 (três) anos de especialização em Cirurgia Plástica (em Serviço credenciado pela SBCP - Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica). Ao final deste longo período de formação, faz-se necessária ainda uma avaliação final, englobando análise curricular + prova escrita + prova oral, para que o cirurgião possa enfim receber o Título de Especialista da SBCP. Todos os membros da SBCP podem ser encontrados na listagem disponibilizada no site da entidade. Informe-se sobre o seu cirurgião!

  • Use esta lista como um guia durante a consulta:
    Você tem Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)?
    Você foi treinado especificamente no campo da cirurgia plástica?
    Quantos anos de treinamento em cirurgia plástica você teve?
    Onde e como será realizado o procedimento?
    A instalação da sala de procedimento é autorizada pela Vigilância Sanitária de sua cidade?
    Sou um(a) bom(boa) candidato(a) a este procedimento?
    O que se espera de mim para que os melhores resultados sejam obtidos?
    Qual técnica cirúrgica é recomendada para o meu caso?
    Quanto tempo de recuperação posso esperar e que tipo de ajuda vou precisar durante minha recuperação?
    Quais são os riscos e as complicações associados ao meu procedimento?
    Como são tratadas as complicações?
    Quais são minhas opções se estiver insatisfeito(a) com o resultado estético do procedimento?

  • Lembre-se que sua saúde está em jogo. O resultado do procedimento, bom ou ruim, acompanhará você pelo resto da vida. Procure um cirurgião devidamente qualificado e exija que sua cirurgia seja realizada em acomodações seguras. No final das contas, o barato pode sair caro.

Lifting de Supercílios ou Suspensão de Sobrancelhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.